06/08/10

Não há palavras

Não há palavras para descrever o que se sente quando se inserem perto de quatro centenas de itens numa aplicação e após concluir, a morosa e minuciosa tarefa, a mesma não grava e deita todo o trabalho por água abaixo.

Inspiramos fundo, apelamos à paciência desgastada e voltamos à carga, mas não satisfeitos com o acontecido, têm ainda a grandessíssima lata de exibir um soberbo:

The page cannot be found


Ide ver se eu estou na esquina!!!

5 comentários:

Cloudman disse...

Caramaba..eu passava-me...

Kok disse...

Concordo: não há palavras!
(ainda assim estou a lembrar-me de umas quantas..., até gestuais...)

Bêjos

Lisa disse...

é por isso que implemento auto-save em todas as aplicações que desenvolvo. rsrs

Cris disse...

Ora ai está, se a mente brilhante que criou a aplicação que tantos milhares de pessoas têm de preencher anualmente tivesse pensado nisso... pouparia carradas de dores de cabeça!

Cris disse...

Clouman, também me passei... mas ganhei o mesmo. Passei a manhã seguinte a preencher tudo de novo!

Kok, agora que falaqs nisso também me lembro de alguma linguagem gestual que se adequava ao momento.

bejos