28/12/09

Rainha Vitória

Este fim-de-semana vi o filme The Young Victoria e não tendo ouvido falar dele ou então muito ao de leve já há alguns meses (nem sei bem!), foi uma agradável surpresa.

Conta-se que Vitória estava apaixonada pelo primo, o príncipe Alberto de Saxe-Coburgo-Gota, e assim tomou a iniciativa de pedi-lo em casamento (visto que na época, ninguém poderia fazer tal pedido a uma rainha). Ele aceitou. Foi a primeira vez que se teve notícias de alguém casar por amor.
Vitória era ousada e acrescentou ao traje nupcial algo proibido para uma rainha na época - um véu. Nascia aí um costume que atravessaria o tempo e daria a Vitória o reconhecimento de trazer para a nossa época o amor, para unir um homem e uma mulher.

wikipedia

A espreitar: The Blind Side.

21/12/09

Suprassumo da gente parva


E naqueles dias em que nós não temos pachorrinha nenhuma e estamos sossegadinhas no nosso canto, participando q. b. para o desenrolar da reunião... é quando a suprassumo da gente parva se arma aos cucus, cheia do eu sei, eu posso e eu domino, para logo a seguir se enterrar e acabar a criticar a cara dos outros que nem ousaram abrir a boca para a contrariar.

O que eu gostava de voltar a ser teen, sem as carradas de responsabilidades que somos obrigados a cumprir, para ter o dinheirinho para pagar as contas... Vou ali sonhar um bocadinho e já volto!

Já cheira a Natalinho!

E para ver se entro nesta semana com um espírito mais colorido e natalício (até porque o meu Glorioso hoje não se portou nada mal!), vou fazer um desvio escandaloso (mas autorizado!) dos melhores 5 minutos que vi/ouvi nos últimos tempos:

Urticária

Com a idade vou descobrindo algumas coisas e entre elas tenho a destacar as que me dão uma urticária quase crónica.

Nada como ouvir dizer que na Escola A ou na Escola B só há professores Bons, mas também é muito giro passar noites e Sábados enfiados numa sala a participar numa formação para no final ouvir os formadores dizerem que todos vamos ter o mesmo, só variando consoante as faltas de cada um.

Não defendo nadinha que a minha devia ser a melhor nota, mas toda a gente viu que houve alminhas que não abriram a boca num único dia e que houve outros que participaram e fizeram questões pertinentes. E somos todos iguais?

Nota: Desabafo de quem esteve a tentar fazer uma reflexão crítica decente até há um bocadinho... porque não tem nas veias escrever meia dúzia de balelas que sabe que valiam exactamente o mesmo.

20/12/09

Start giving

Por estas bandas, de forma avassaladora nesta época, se nos predispomos a percorrer a rua principal da cidade onde ainda sobrevive algum do comércio... Somos, sem exageros, se atendermos ao espírito natalício da delicadeza, abordados para cima de muitas vezes. Ele são os escuteiros que vendem velinhas para a Cáritas, ele é o jornalinho para apoiar a causa y, ele é a caixinha para as crianças que sofrem do problema x, ele é... um mar de solicitações que nunca mais acaba.

E não fora o facto de serem sempre os mesmos a dar e sabendo-se que há muito que precisam, mas muitos que também se aproveitam... aquilo que eu acho verdadeiramente impressionante é o olhar de censura a que tenho de me sujeitar quando não quero contribuir.

A mais brilhante que ouvi nestes dias foi assim:

Funcionário da caixa: Quer arredondar?

Cliente inspirada: Arredondo quando me arredondarem o ordenado!

Tudo o que estava a passar-se ao redor parou para olhar, mas ninguém me retira a gargalhada interior.

18/12/09

A dormir na forma

E a provar que tenho andado completamente a dormir na forma, a minha primusca mandou-me um sms com o nome de alguns filmes para eu pesquisar... e eu estou desertinha de lhes pôr a vista em cima:

Invictus


Avatar - Trailer

Up in the air


The Imaginarium of Dr. Parnassus (aquele em que o Heath Ledger estava a participar quando foi desta para melhor!):

14/12/09

Decreto que... #3


... é indefinidamente proibido sair à rua com este frio, ainda para mais para ir trabalhar numa sala sem electricidade nas tomadas (!) [logo, sem aquecedor e sem computador] e que não apanha uma ponta de Sol todo o dia.

11/12/09

Candidatos?


Precisa-se de um voluntário para substituir uma mulher cansada, com formação todo o Sábado, e que precisa de um fim-de-semana de 15 dias para descansar o corpo e sobretudo os neurónios.
(Trocava por um dia de pijama, ao quentinho... num piscar de olhos!)

08/12/09

A um Grande Nove da minha vida

Esta marcou o início e, sem ser convidada, como qualquer daquelas ironias da vida, apareceu para o desfecho...

05/12/09

Decreto que... #2


... é determinantemente proibido fazer aguardar uma pessoa, numa qualquer sala de espera de um Centro de Saúde, durante uma manhã inteirinha, para 2 ou 3 minutos antes de se ser chamado para a consulta... a enfermeira nos chamar a um cantinho, para nos informar que afinal ainda não chegaram os resultados do nosso exame.

Um violino pra mim

03/12/09

O que é o amor?

[...]

"Penso que se se analisar a realidade actual, encontramos um retrato fidedigno do que é o amor, sem adereços, sem falsos moralismos, afinal já lá vai o tempo dos amores prometidos à nascença.
O amor existe. Sem a menor sombra de dúvida.

Existe nos momentos em que se sonha acordado, com a realidade que se quer construir, um dia.
Existe na mão invisível do pintor que borra o céu em tons de rosa, enquanto os condutores na sua azáfama, nem se apercebem do cair da noite.

Existe na delícia de um gelado que se saboreia em pleno Inverno.

Existe nas horas em que, incógnitos, passamos horas em frente à montra da loja de artigos para bebé.

Existe naquela letra de música que gritamos a plenos pulmões, na certeza de ter sido escrita para nós.

Existe em todas as promessas, feitas em silêncio.

Existe no toque firme da paixão.

Existe no olhar do homem que venera o sono da sua mulher, na esperança de vislumbrar uma curva, quente, da sua silhueta.

Existe, nas lágrimas que correm, à chegada e à partida.

Existe no animal que dorme, tranquilo ao nosso colo, confiando na mão que o acaricia.

Existe nas plantas que germinam, fruto da paciência e da dedicação.

Existe na lembrança, na saudade.

Existe nas cores, nos sons e nos cheiros que provocam sorrisos pela recordação de quem se ama.

Existe na coragem necessária para afastar o objecto do nosso amor, empurrando-o na luta pelos seus sonhos.

Existe na força com que se escolhem as melhores palavras para esconder o desespero que a ausência provoca.

Existe na loucura de dizer “adeus”, quando se quer dizer “fica”.

Existe na insanidade de confiar no outro, como em nós mesmos.

Existe na entrega total, de saltar sem rede, começando tudo de novo, infinitas vezes.

Existe na febre com que se diz “para sempre”, na consciência das dificuldades do amanhã.

Existe na mão do homem, que toca firme, na barriga da mulher onde cresce a esperança.

O amor existe.

É vida.

É onde tudo começa, onde nada termina."


[...]


Desviado descaradamente daqui.


Autora: Ana Catarina Silva

02/12/09

Decreto que...


... os nossos governantes, em vez de se preocuparem tanto com o lixarem a minha vida e de tantos outros milhares, centrando todas as suas energias em definir que eu só consiga entrar para a carreira, para que estudei toda a vida, no século XXVIII... devem declarar em breve que:

a) Fica determinantemente proibido trabalhar com olheiras fundas, que chegam quase a meio da cara.

b) À alínea anterior acrescenta-se que, a razão acima referida é sobremaneira justificativa para a pessoa não precisar sequer sair de casa.

30/11/09

Os Condenados de Shawshank

Agora que a SIC nos está a brindar com o excepcional Cinderella Man (Tema Principal), acabei a divagar por algumas bandas sonoras, incluindo a de um dos melhores filmes de todos os tempos (Tema Principal):

25/11/09

O número nove


O nove é um algarismo simbólico, em muitas línguas europeias apresenta semelhanças com a palavra novo. Em espanhol, nueve e nuevo. Em francês, neuf e neuve. Em inglês, nine e new. Em italiano, nove e nuovo. Em alemão, neun e neu. Nove significa, por isso, a transição do velho para o novo. Foram nove os primeiros templários, os cavaleiros que fundaram a Ordem do Templo, os que estão na origem da Ordem portuguesa de Cristo. Foram nove os mestres que Salomão enviou à procura de Hiram Abbif, o arquitecto do Templo. Deméter percorreu o mundo em nove dias em demanda da filha Perséfone. As nove musas nasceram de Zeus por ocasião das nove noites de amor. São precisos nove meses para o ser humano nascer. Por ser o último dos algarismos singulares, o nove anuncia em simultâneo, e nessa sequência, o fim e o princípio, o velho e o novo, a morte e o renascimento, o culminar de um ciclo e o começo de outro, o número que fecha o círculo.

José Rodrigues dos Santos

Inesperadamente, ao fim de 360 páginas, descobri o significado do meu número preferido...

20/11/09

Livros


Esta semana tive uma semi-discussão, com um amigo, sobre livros.

Comecei por lhe perguntar se conhecia Colleen McCullough e se já tinha lido alguma coisa dela, porque me a tinham aconselhado há pouco e eu nunca lhe tinha posto os olhos em cima.

No entanto, acabei a falar no Codex, que é o primeiro livro que leio do José Rodrigues dos Santos. Muita informação, muitas páginas, mas nem se dá conta... lê-se muito bem e vai-nos sempre mantendo em suspenso, na expectativa do que virá a seguir.

Ora, o tal amigo, sai-se com uma de que não lê nada de autores portugueses, com um daqueles argumentos que nem sequer me digno a reproduzir. Se não fossem os 250 km que nos separam levava uma orelhada. Fica a intenção...

14/11/09

Shape of my heart

Willy Fog

E estas coisas são assim... Comecei a falar no Júlio Verne e lembrei-me da Viagem ao Centro da Terra, das 20000 léguas submarinas e acabei aqui:

Água na Lua



Tenho achado alguns dos símbolos do Google (passo a publicidade) simplesmente brilhantes e como sempre fui uma curiosa pela Astronomia não podia deixar passar o de hoje.

Para nós, a descoberta em si em termo práticos, pode não aquecer, nem arrefecer, mas não é preciso divagar muito para encontrar histórias de ficção que viraram realidade. Para isso, sem sequer pensar no quase infinito mundo dos filmes, basta recordar os muitos livros de um dito Júlio Verne que me acompanharam sobretudo ao longo da minha adolescência.

Confesso que as histórias em si não eram daquelas que mais me entusiasmavam, mas fascinava-me o facto de estar a ler sobre aparelhos ou viagens que na altura só existiam na mente dele e que eu sabia tinham vindo a ser concretizados.

12/11/09

A depressão

Quando tinha depressões era tudo muito difícil, faltava-lhe ânimo, não tinha esperança de se curar e tinha medo que o público soubesse. Tentei dar-lhe perspectivas e esperança, dizia-lhe que nem tudo era mau, que havia coisas belas na vida, mas infelizmente não resultou. Pensámos que conseguiríamos, com amor mas às vezes o amor não basta.

Teresa Enke

Quando vi anunciar a morte do jogador, fiquei sobretudo surpresa. Na altura não percebi como, nem porquê. As respostas foram ainda mais tristes.
Não acompanhei nada da sua história e pouco mais tinha do que imagens dele enquanto guarda-redes do Benfica. Agora surgem linhas e linhas sobre a morte da filha, a depressão... as imensas qualidades como desportista e ser humano.

Mulher, uma menina de 8 meses, trabalho seguro, titularidade na selecção do seu país, imagino que muito dinheiro no 'banco'... e, para ele, nada... Muito triste pelos 32 anos e pela constatação do poder de uma depressão.

08/11/09

Ídolos

Tenho acompanhado os Ídolos, sobretudo o ponto de vista cómico da coisa. Não sei como há pessoas que se sujeitam a algumas figuras, voltando a fazê-las quando se revoltam perante quem os critica e questiono-me veemente se não haverá factores externos... A verdade é que era preciso pagarem-me mesmo muito bem para eu fazer metade das cenas tristes que por ali tenho visto.
Da primeira parte de hoje, com tanta crítica e tanta coisinha mal cantada o que se safou foi mesmo esta música que puseram a acompanhar os candidatos.

06/11/09

Frase do dia


Houve uma depressão muito grande devido à pré-época do Benfica.

Paulo Bento


A sério?? Resta concluir que o Benfica é grande, muito GRANDE... até em joguinhos de brincadeirinha causa depressões nos outros.

heheeheheehe

05/11/09

Cara para chuchu

Não sei se é verdade, mas não tenho razões para duvidar...
Li que esta é a cena mais cara da história da TV (U$400.000). Corresponde ao início do primeiro episódio da décima temporada do CSI Las Vegas.
Não deslinda qualquer mistério... mas dá vontade de rever.

Andar para a frente

Alguém, por favor, me explica qual a diferença entre "o curso só existe no período laboral" e "o curso não existe no período pós-laboral"????
É que uma entidade patronal aqui, na minha santa terrinha, que tem uma declaração com a primeira versão, exige uma declaração com o que está na segunda. Só assim dá autorização para um estatuto de trabalhador-estudante.
Juro, que se não estivesse a ver... não acreditava!
Será que sou só eu é que vejo que já estamos em Novembro, que as aulas já começaram em Setembro e que isto tudo são exigências de m*rda?
O país não anda para a frente? Pois, claro que não! Não pode...

Pés na terra


E depois dos sonhos, há dias assim...
Dias que nos fazem pôr os pés na terra e pensar na vida de um modo que nunca tínhamos tão pouco equacionado.

É uma espécie de consciencialização de que sempre se acreditou no destino e de que apesar de se continuar a acreditar... podemos, de facto, decidir fazer uma curva num determinado momento, ou virar à esquerda noutro... ou pode ser mesmo outra pessoa a fazê-lo... e que o que nos estava destinado, deixou simplesmente de o estar.

04/11/09

Outro sonho


E como não há um, sem dois... hoje acordei a meio da noite, em estado pouco aconselhável. Digamos que, sem pormenores, me lembro de estar dentro de um jipe (daqueles que vemos nos filmes) em plena guerra e com muita areia a rodear o pedaço.

Não sei quem lá estava, onde era... só sei que estava no meio de uma guerra e o meu sentimento era o de ter fugir e de encontrar um buraquinho para me esconder.

O dito livro dita o seguinte:
*
GUERRA: significa uma situação interior conflituosa e difícil provocada pela luta entre forças vitais opostas, embora também possa revelar um diferendo com um próximo. Trata-se, muitas, vezes, de uma verdade que a pessoa não quer admitir.
*
FUGIR: você tem demasiados pequenos problemas para resolver e seria salutar que se distraísse. As suas esperanças parecem estar comprometidas, e você começa a aceitar esse facto, a mostrar-se menos intransigente, mais conciliador em relação aos outros.
*
ESCONDERIJO se você se esconde: no trabalho, você é alvo de pressões e precisa de se isolar durante alguns minutos a fim de se descontrair, senão sentir-se-á em grandes dificuldades. Você corre o risco de cometer erros, apesar do seu legítimo desejo de perfeição.
*
E prontos, vou só ali descontrair-me uns minutinhos e festejar os pequenos problemas por resolver, a situação interior conflituosa e difícil e a verdade que não quero admitir. Fui...

03/11/09

Um sonho... Parte 2

Com o sangue acelerado e os pensamentos a 200 km/h resolvi ir explorar o livro "Compreender e interpretar os Sonhos" que por ali estava na minha estante. Os resultados foram os seguintes:
*
CHUVA caindo com muita força: você ultrapassará aborrecimentos, dificuldades e preocupações. A impossibilidade de se fazer respeitar, de se fazer apreciar pelas suas qualidades e de se sentir importante e útil provoca em si frustração, ansiedade e angústia.
*
RAIO: você está a viver um período em que, se deixar entrar a agressividade, ela ganhará terreno. O individualismo prejudica as relações que você tenta estabelecer. E talvez você tenha uma atitude demasiado egocêntrica por sentir a necessidade de se proteger e de assegurar a sua segurança, muito embora nunca se questione sobre se tudo isso valerá a pena.
*
VENTO: fala-se de novo no passado, mas é necessário ver as coisas pelo seu lado positivo. A curiosidade não é recomendável. Seja mais discreto nas suas conversas, pois é possível que haja ciúme no ar.
*
CORRER fugindo de qualquer coisa: problemas, insatisfação, descontentamento e irritabilidade. Você participa de uma forma activa em ocupações que não têm um interesse real aos seus olhos. Trata-se, na realidade, de um derivativo do sentimento vazio que lhe pesa.
*
Ena! Ena! Tanta, mas tanta coisa boa!!
Vou só ali ver de um psiquiatra, que a coisa não está promissora...

Um sonho...

Eu que sou uma moçoila que raramente se lembra dos sonhos... hoje acordei com o coração apertadinho. Lembro-me de estar na rua no meio da noite (não sei a fazer o quê) e de repente começaram a repetir-se episódios assustadores. Chuva torrencial que durava 10 segundos, seguido de raios fulminantes que não duravam mais que isso, depois vento assustadoramente poderoso para pôr tudo pelos ares... e por ai fora.

Enquanto isso, e percebendo que a brincadeira não ia parar por ai, desatei a correr que nem uma desalmada em direcção a casa. Naturalmente e porque estas coisas tendem a sair verídicas... cansei-me pelo caminho e tive de abrandar, consciente da minha condição física fraquinha, fraquinha (enfim, detalhes!).

E como a nossa mente é mesmo prodigiosa, ia por ali a correr por entre a multidão enlouquecida de medo... e pensando na estratégia. Temos de tentar vedar a porta e as janelas. Vamos vedando andar a andar e caso não haja alternativa vamos para o sótão. Isso de certo nos ganhará um bom tempo. Tenho de ir ver de panos e quando acabarem passo para a roupa do armário. Bolas, ainda são muitas janelas! Espero que o jardim do vizinho, que está a um nível mais alto, tenha por onde escoar a água...

E a comida? Levar o frigorífico para o 2º andar. (Temos de ver se conseguimos com a estratégia do cobertor...) E a água? Precisamos armazenar o máximo de água possível. Tenho de ir ver dos baldes, alguidares, da geleira... acho que não tenho garrafões.

Não cheguei a casa... mas estou cansada!

31/10/09

Achmed

Já conheço o Achmed há uns bons tempinhos, mas cruzei-me novamente com ele por estes dias e resolvi partilhar o bom humor.


28/10/09

A cabana

A reconciliação é uma estrada de dois sentidos. [...] Não é da natureza do amor forçar um relacionamento, mas é da natureza do amor abrir o caminho.

Wm. Paul Young

Estou a cinco dezenas páginas do fim do livro e ainda não tenho opinião formada...
Fui apanhada pela curiosidade, mas não estava nada (nada!) à espera do que está quase a dominar todo o livro... e ainda não consegui muito bem entender como digerir a coisa. Não sei se não gosto, se acho uma aberração, ou se até é uma maneira bonita de ver tudo aquilo...
No entanto, já lá encontrei alguns trechos muito bonitos, que dão em que pensar.

23/10/09

Esmiuçando

Este pedacinho é um dos mais deliciosos do programa dos Gatos nestas últimas semanas. Confesso que nem sempre vi com a mesma atenção, o nível de entusiasmo variava consoante os convidados, mas acho que acabou em beleza. Quem perdeu vá espreitar o programa de hoje, porque vale a pena.

22/10/09

Voar como uma águia

Acabou de voar para a minha caixa de correio e hoje apetece-me. Adorei a música, a mensagem...

21/10/09

Caiam que nem tordos

A temperatura que desceu a pique, a chuva que veio cheia de vontade e os avisos que parece que, só metade ouviram, deram um resultado mais que previsível.

Hoje caiam que nem tordos na carinhosamente chamada sala de repouso, que eu baptizei da salinha da quarentena. Como eu sou uma felizarda e trabalho paredes meias com a mais badalada sala da escola tive o privilégio de os ver a caminhar para lá, qual procissão de doentes febris... Chegaram a contar-se por lá oito alminhas lacrimejantes enquanto esperavam pelos seus encarregados de educação.

Agora perguntem-me lá pelas máscaras utilizadas? E pelas mãos lavadas? E pelos outros cuidados todos que inevitavelmente não poderiam fazer grandes milagres tratando-se de uma sala pouco mais de 2 por 3.

Siga a marinha... amanhã há mais!

20/10/09

Desabafo


Tudo bem, acho que não faz sentido entrarmos em ondas histéricas de preocupação e fanatismo com limpeza das mãos ou eliminação de quaisquer tipos de contactos, mas algum cuidado seria desejável... (digo eu!)

Não compreendo que com reuniões que se multiplicam exponencialmente país fora, com planos de contingência definidos, com regras básicas estipuladas... se ache normal:

- amontoar alunos às mãos cheias no hall de entrada de uma escola, à espera que os seus pais se dignem a ir buscá-los quando há espaços definidos para eles serem encaminhados ao mínimo sintoma suspeito;

- que a delegada de saúde passe dias a fio sem atender o telefone, alegando repetidamente que está em reunião;

- que os ditos pais levem os filhos para a escola, mesmo sabendo que eles têm febre;

-... (e tanto que fica por dizer...)

19/10/09

Boyzone

Descobri ontem, sem que o nome inicialmente me dissesse alguma coisa, que morreu um dos boys dos Boyzone. A minha arquinha de memórias longínquas, refundida num qualquer canto do meu cérebro, começou a faiscar e depois de uma não muito apurada investigação saltaram logo à vista pedacinhos super pinks como Words ou Picture of You...
No entanto, como nunca fui uma menina de boys bands, confesso que a primeira música que me veio à cabeça assim que ouvi a notícia, foi uma pós-Boyzone que associo sempre a mais um daqueles filmes coloridos que não me canso de ver - Notting Hill.

18/10/09

Não me canso

O Canal Hollywood repetiu esta tarde pela milionésima vez o filme O Amor Acontece, mas eu não me canso...

17/10/09

Semanas

Há semanas assim... daquelas que se pudéssemos escolher nunca teríamos e que se não nos tivesse a acontecer não acreditaríamos ser possível.

Semanas em que temos, talvez seja isso, uma chamada da realidade, quando todos os que estão à nossa volta e que acreditamos nos querem bem... nos dizem que o sistema está feito assim, para quem tenta fazer tudo certo, como manda a lei, levar com estes contentores de icebergues (baldes de água fria pareceu-me fraquinho!).

Injustiças deste tamanho põe-me triste, a deitar raiva por todos os poros e com vontade de espancar alguém...

12/10/09

Toma...

... e embrulha!

Como não dá para trazer até ao meu cantinho, sugiro que espreitem o ponto mais alto do meu dia aqui.

06/10/09

Qual é coisa...

... qual é ela, que... depois de um belo dia de trabalho, a acabar perto das 22h, nos desgraça o humor, já de si não muito famoso???

Ora, nada como não encontrar um só buraquito perto de casa para enfiar o nosso super-ferrari e, a ajudar à festa, levar de bónus uma real molha.

Pérolas 4

Hoje que é mais um belo dia da minha profissão, em que vou ter de puxar dos galões e fazer um desenho a dois adultos sobre o respeito que deve haver pelo processo e pelas pessoas que trabalham com eles, o que inclui não fazer cópias integrais de trabalhos dos colegas... deixo por aqui mais dois pedaços de alegria do meu dia-a-dia.

1. Voltei para a Associação Desportiva e Cultural de ***** jogar futebol de 11 cheniores.

2. Um acontecimento na vida que marcou muito foi hà vinte e quador anos quando o meu irmão mais novo teve um acintede que ficou sem uma das maus quando bricava com um foguede que não rebendou.

04/10/09

5 para a Meia Noite

Confesso que não acompanhava este programa, mas ouvi dizer que tinha terminado em beleza e como me falaram no Rui Costa nem questionei!
Deixo aqui os momentos iniciais, mas para quem tiver curiosidade ficam mais dois links para a continuação. Está muito bem conseguido, um encerramento cinco estrelas!

A falar em italiano

Toques na bola

03/10/09

Que surpresa!

Dita a história que foi um espectáculo montado para surpreender a Oprah no início da 24ª Temporada do seu programa. Contou-me um colega de trabalho esta semana. Fiquei curiosa e hoje lembrei-me de ir investigar.
Está fenomenal!
Inclui os Black Eyed Peas e 21 mil pessoas...

Aqui

27/09/09

Mão cheia


Há sentimentos que não dá para descrever...

Como estar num estádio e em sintonia, com mais de 40000 seres, cantar, gritar, exultar... e sair de lá com uma vitória de mão cheia.

25/09/09

Provas de Português


Na semana passada realizaram-se provas de português para o 'pissoal' estrangeiro que temos por cá. Na minha escolinha foram presos 2 dos ditos, mas a nível nacional foram quase 70.
Por aqui, a filha vinha fazer a prova pela mãe e no outro caso era um primo.
Aparentemente os cartões que apresentam têm fotografias super-mini-mini que dá para estas aventuras, mas como o serviço de estrangeiros resolveu fazer umas visitas surpresa deu este tão belo resultado.

23/09/09

House returns

Só mesmo para avisar que a 1h27 do primeiro episódio de House da nova temporada está 5 estrelas. :)

"Bebo para morrer"

Esta tarde fui surpreendida por umas pancadas fortes na porta e mais surpresa ainda fiquei quando me deparei com uma vizinha aflita que pedia ajuda para apanhar um vizinho que tinha acabado de se escarrapachar no meio do chão.
Ficou sangue por todo o lado, aparentemente nada partido, mas uma cara muito mal tratada, com indícios sérios de bebedeira a acompanhar.
Pelo meio fincava o pé em como não queria ir para o hospital e que queria era ir para casa, repetindo a meia voz:
- Eu bebo é para morrer!
Dizia uma vizinha que não muito longe dos seus 74 anos, que é muito maltratado pela filha e que quando o neto aparece é só para o roubar. Estou sem palavras!
Há tanta tristeza mesmo ao lado da nossa porta e nós nem damos conta de nada...

19/09/09

Iris

No Verão em que conclui o meu estágio, fui passar uns dias ao parque de campismo da Ilha de Tavira, onde nunca tinha estado.

Hoje enquanto me cruzava com esta música de que gosto desde sempre, o meu poço de memórias devolveu-me a imagem de um jovem que agarrado à sua viola tocava à porta do Parque na esperança de conseguir os trocos que lhe permitissem passar por ali a noite.

Custámos a conseguir um cantinho para colocar a nossa tenda, mas quando finalmente entrámos foi ao som de Iris.

Alguns meses depois esse mesmo jovem, cantou e encantou, vencendo os Ídolos.

Já ouvi algumas versões de que gosto, mas para mim nenhuma superou a original.

Falar de Cidade dos Anjos, daria outro post...

Pestanejando


Há três semanas a minha optometrista disse-me que tenho problemas de convergência da visão e que, caso os novos óculos não fizessem uma correcção significativa, teria de fazer terapia. A ajudar à festa disse-me que pestanejo pouco e mal (giro!), para o que me foram receitadas lágrimas artificiais.

Escusado será dizer, que quando a maré anda para a esquerda, tudo vai para a esquerda... A divergência continua lá e a bela da terapia da visão provoca dores de cabeça, tonturas e má disposição.

Será que é possível contar como ponto positivo, que nas últimas semanas tenho poupado nas lágrimas artificiais...?

15/09/09

Dirty Dancing

Vi este filme, vá, para cima de muitas vezes... e, só depois de ter passado as muitas, é que por mero acaso descobri que uma das músicas era cantada pelo actor principal.

Foi um dos filmes que marcou a minha adolescência e a ele sempre ficará associado o Patrick Swayze...

14/09/09

As apostas do ZeroZero


Nunca fui uma moçoila muito dada a coisas de apostas. Já gastei uns tostões no euromilhões, mas como a geral tendência é a de ver o dinheiro a sair do bolso e não contrário, nem vou em grandes aventuras.

Por outro lado, talvez por já ter visto algumas reportagens sobre viciados no jogo, com imagens completamente impressionantes de vidas deitadas fora em função daquele vício... apostas a dinheiro, mesmo entre brincadeiras de amigos, foi algo de que sempre me distanciei.

No entanto, já está quase a fazer um ano que entrei com um grupo de amigos nas apostas do ZeroZero, em que na boinha, o objectivo é vencer entre os elementos da sua mini-liga para conquistar a valiosa grade de mines. Por outras palavras, jogamos a feijões, passamos os fins-de-semanas a trocar mensagens sobre os resultados escabrosos (ou não) da última jornada e a gozar com as desgraças das apostas dos outros (ou das nossas!).

O que é que eu descobri com estas andanças? Passo a explicar num breve exemplo.
Eu benfiquista de coração, desde que nasci e ainda nem falava ( :) ) dou por mim (mas sei que não a única!) a ver um jogo desgraçadamente desmotivante, como o de ontem às 20h15... e contra todos os instintos e sentimentos, tenho um bichinho lá dentro a dizer-me "precisava que o Sporting marcasse um golinho para conseguir os 10 pontos". hdsdhkafaidjs E isto lá passa na cabeça de alguém?

Ou então, nada melhor, entenda-se... ter o Benfica a ganhar 2-0 (jogo em que apostei o joker, logo dobra os pontos!) e estar quase (eu disse quase!) a rezar para não haver mais golos, porque assim alcançava os maravilhosos 20 pontos. Estou chocada comigo mesma! :)

Mensagem de um Benfiquista (adversário da mini-liga, acabadinho de ser ultrapassado!) quando o Benfica já ia lançado na sua goleada:
É isto que me irrita! 2.0 não chegava? Não estávamos tão bem assim? Desde que deram 8 é esta mania! E para que conste fiz 0 pontos nos jogos de hoje! Estou radiante.

Mesmo que estivesse no último lugar da liga, valia pela boa disposição!

A tal da Gripe



Plano de Contingência são as palavras na ordem do dia.

Bem... para os miúdos venceu mesmo a nada contida euforia dos feriados contínuos, dada a esmagadora falta de professores, que não deu mãos a medir às substituições possíveis.

Em tom de brincadeira um colega dizia hoje, vamos lá a apostas para ver quando é que a sala da gripe é inaugurada. Fora a brincadeira, misturada de preocupação, por nos encontrarmos a trabalhar a tempo inteiro exactamente na sala ao lado... o que me veio à ideia foi um filme que revi há poucos dias - 40 dias e 40 noites.

Visto no cinema, foi uma barrigada de riso, mas agora veio-me à ideia por causa das apostas realizadas em volta da personagem central. Agora a pergunta transfigura-se em "Qual o dia em que a gripe visitará a sala ao lado?".

A loção de álcool está lá, as barras de sabão azul e o dito plano também... esperemos que o bom senso, que é extremamente necessário para o que se parece avizinhar, também esteja.

05/09/09

BenficaTV

Reportagem no regresso do 3-1 contra o Celtic, no Canadá, esta semana.
Boa disposição e muitos grunhidos estranhos!
Os benefícios da BenficaTV. :)

Vestidos... montes de vestidos!

Já tinha visto, mas não me canso de rever. Uma alegria à vista e uma delícia para a imaginação:

03/09/09

The Time Traveler's Wife

Não tinha ouvido falar, não sei para quando está previsto sair nos cinemas, mas como a actriz fez um dos meus filmes preferidos chamou-me a atenção.

É impressionante o que uma pessoa descobre ao fazer zap:

31/08/09

Jodi Picoult

Dizer que a ovelha é o sacana do animal mais estúpido da Terra é um eufemismo. Ficam presas nas vedações. Perdem-se em cercados de pouco mais de um metro quadrado. Esquecem-se de onde devem procurar a comida, embora esteja no mesmo sítio durante mil dias seguidos. E também não são as queridas fofinhas que imaginamos antes de adormecer. Tresandam. Balem. São chatas como o raio.

Para a Minha Irmã, Jodi Picoult

Este é um pequeno parágrafo, que nada tem a ver com a história, mas que quanto a mim revela a maestria com que a Jodi Picoult escreve. Rendi-me ao livro e à sua escrita.
Acabei de descobrir que já há filme e estou desertinha de lhe pôr a vista em cima.

30/08/09

Piscinas


Para quem não está bem a par desta realidade, a verdade é que na província portuguesa pouco ou nada se passa durante todos os belos 365 dias do ano. No entanto, durante o Verão essa situação é ainda mais flagrante. A única alternativa que me ocorre é mesmo, só e unicamente (quero que a ideia fique bem vincada!), ir à piscina.

Ora digam-me lá, quem é que na sua sã consciência consegue vislumbrar o que passa na cabeça de alguém que resolve arranjar uma estratégia de fechar todas as piscinas (sim, todas!!)???

Só consigo arranjar palavrões para exprimir os meus sentimentos sobre o que se passou, porque uma ou várias (sei lá!) almas iluminadas que decidem defecar para dentro de uma piscina, mereciam ser bem apanhadas e por castigo... hum... trabalhar sem remuneração no campo alentejano durante 20 anos seguidos nos meses de Verão.

Reamonn

Disse-me uma mosquinha que para os irmos ver ao Pavilhão do Atlântico tínhamos de puxar o cordão à bolsa e despender a módica quantia de 30 eróis.
Ontem o valor foi bem mais simpático e por detrás de uma banda vestida de preto, vocalista com casaco fechado até ao pescoço (porque não dava mais!), provavelmente na noite mais quente até ao momento, passou-se uma hora e meia bastante agradável.
Boa melodia, boa interacção... da minha parte só dava era uns grauzinhos para a troca, que ontem teve quente demais!!

* Star * Tonight *

17/08/09


Na semana passada tive um daqueles jantares que sabem mesmo bem e que têm cheirinho a dever cumprido e de resultados muito positivos para além da matemática... Por curiosidade, interpelei uma das minhas companheiras de mesa sobre algo que tinha ouvido numa das últimas aulas e fiquei a conhecer um universo paralelo, que apesar de tão próximo, não fazia a mais pequena ideia dos seus contornos.

Tenho a minha fé, opinião formada sobre ela e sobre as outras religiões que conheço minimamente... mas conclui que tudo o que vai para além do acreditar em algo superior que quer o bem de todos nós, me ultrapassa completamente!

Respeito as opções de cada um, não estou a julgar, mas confesso não compreender um deus que não permite que se coma carne, que não se coma peixe que não tenha barbatana e escamas, que não permite ir a um café, que não permite mexer em dinheiro de um pôr-do-sol ao outro, que aplica multas quando alguém peca, que não permite que uma pessoa vá jantar com as colegas a uma sexta-feira... e tantas coisas mais que aprendi.

12/08/09

Para a Minha Irmã

E mesmo que o meu conjunto de livros em atraso a amontoar-se seja já considerável, em conversa há meia dúzia de dias com uma amiga, ela falou-me de uma autora de que nunca tinha ouvido falar e não resisti a investir na última feira de livros a que fui. Disse-me que já estava no terceiro livro e que quando começava a ler aproveitava cada bocadinho livre. Acrescentou que achava as histórias muito actuais e em traços gerais falou-me das que já lera.

Ainda não vou a meio do primeiro, mas posso já fazer uma referência muito positiva ao livro. Estou a gostar muito do modo como está escrito e a história é extremamente envolvente. Não conseguimos dissociar-nos de pensar... o que faríamos se fossemos nós a estar no lugar de algumas das personagens.

Fica a deixa... A autora é a Jodi Picoult e as páginas que ando a devorar são do livro Para a Minha Irmã.

10/08/09

Sem luz...

O que acontece quando algo, como a luz, que tomamos por garantido falha?
Só temos mesmo noção quando ficamos um bocadinho sem saber para onde nos virarmos. Por um lado, é o que dá as modernices... por outro lado, é o nós não pensarmos muito bem nos privilégios que temos e no que acontece quando só um dos bens falha.

Pois bem, eu sem luz fiquei sem, para além do óbvio (sem energia eléctrica para iluminar, nem pôr o frigorífico a funcionar), TV, telefone e internet (modernices MEO).

Além disso, como a avaria foi de alguma monta, até os supermercados fecharam ao público e por aqui, se quiséssemos jantar... já era!

09/08/09

São dias...

Ontem de regresso a casa, depois de um dia bem passado na capital... vinha a pensar num conjunto variado de situações, mas todas levaram à mesma conclusão. A verdade é que mesmo não nos dando conta, tendemos mesmo a valorizar aquilo que não temos junto de nós.

Há poucos dias em conversa com uma prima, ela dizia-me que este ano ainda não tinha ido à praia (estando a meia dúzia de quilómetros dela). Claro que sei que tudo depende de pessoa para pessoa... mas não deixei de trocar dois dedos de conversa com os meus botões e confessar-lhes que dá Deus nozes a quem não tem dentes. Se calhar... se estivesse, como eu, a centenas de quilómetros da mesma, sentiria mais falta ou dava-lhe mais valor!

Já inúmeras vezes debati, com diferentes pessoas, as vantagens (e desvantagens) de viver em Lisboa. Dou sempre ao meu interlocutor o meu manancial de razões para gostar de dar um saltinho à capital, passar um ou dois bons dias a fazer o que não posso fazer aqui... mas que gosto bem mais deste sossego.

Claro, que não deixa de ser triste ter de sair daqui para ir ver finalmente o Harry Potter, porque só chega à província dois meses e meio depois da estreia. Claro que, se estivesse em Lisboa, era naturalmente uma adepta muito mais presente no estádio da Luz, mas talvez (não sei!) assim não pudesse encher a boca para dizer que passei um bom dia. Comprei mais economicamente três livros para acrescentar à lista em atraso, vi um filme que contava ter visto há um ano (!) e não me desiludiu nadinha (o Ron continua a ser um prato - acho a personagem muito bem conseguida!) e ainda pude gritar SEIS vezes GOOLO no meio de uma energia contagiante e perante uma boa exibição da minha equipa.

Venham mais...

01/08/09

Cansaram o sino...


Chega o Verão e, sobretudo, o Agosto e é ver casamentos a chover por todos os lados. Eu não os vejo, mas estou numa localização privilegiada para os "ouvir".

Hoje, por estas bandas, palpita-me que cansaram o sino...

31/07/09

Facebook


Levei algum tempo a descobrir o Facebook e imagino que ainda tenho muito para desbravar, mas simpatizei com as quizzes e acho que alguns jogos estão bem conseguidos. Permite também meios de interacção que ainda não tinha utilizado.
A parte das quizzes é sobretudo divertida. Ora vejam bem os resultados da última que fiz:


Cristina completed the quiz "Que personagem da Rua Sésamo és tu?" with the result Conde Drácula.
És uma barrrrrra na matemática e prrrrrovavelmente os númerrrrros são os teus melhores amigos. Sendo assim um ser superrriorrr às vezes custa fazerres amigos. O que vale é que lá no bairrrrro todos te conhecem..

Jardim de Infância

E este jardim de infância?
São umas fofuras...




30/07/09

Miau

Só tenho uma palavra:
Impressionante!

Maravilha da natureza

Tinha estas fotos no meu e-mail e, não resisti... Queria pôr só 2 ou 3, mas não consegui eliminar nenhuma. :)
Segundo os dados médicos, esta maravilha da natureza, acontece numa relação de 1 para 1.000.000.000.000. Mas acontece...





27/07/09

Pink ao cubo


Não há muitos autores que siga fielmente, mas este é um daqueles... em que me junto à legião de fãs. A minha recente leitura, foi a sua última obra e posso dizer que a considero à altura dos seus outros trabalhos. Foi mais um livro devorado num só dia, ou pouco mais.

De Malas Aviadas - New in Town

Comédia light, que se vê muito bem.




ABC da Sedução - Ugly Truth

Ora, e digam lá que este não promete:


25/07/09

Passou... a voar!


Prontos, vá lá...

Estes dias deram para muita dormidela (embora não tanta quanto o corpo pedia!) e mesmo sabendo a pouco, ainda deram para curtir a praia, para alambazar-me com muito peixinho grelhado, para ler um livro (daqueles pinks de que já tinha saudades), para dar uns belos passeios e para outras coisas que tais (como concorrer, que agora não interessam mesmo nada!).

Ainda lá estaria de boa vontade, mas é assim... o que é bom passa mesmo a voar. Venham os próximos diazinhos coloridos... que as pilhas de tralhas que tenho para arrumar e arranjar não se importavam nada de ficar em pilhas por mais uns tempos.

23/07/09

Dormir, dormir, dormir...

Não sei se é do ar da praia, não sei se é de finalmente o meu corpo sentir que estou a dar uma folga ou as consequências de meses com pouca margem de manobra... mas se eu deixasse... era dormir de manhã, à tarde, à noite...
Não há um belo encosto que se escape. Se eu tivesse para ai virada, acho que andava em total soneca quase 24h por dia.

20/07/09

Praia...


Quem é que adivinha, o que faz uma mulher no dia antes de ir para a praia, que não aproveita decentemente há mais de dois anos??

19/07/09

The Ukulele Orchestra of GB

Nunca tinha ouvido falar, nunca tinha visto nada deles... mas pelo que espreitei, vale a pena dar uma investigadela no trabalho deles.

Protector Solar

Hoje eram 4h20 quando arduamente abandonei o meu doce vale dos lençóis e quando finalmente regressei da minha entrega à estação dos quimbóios em terra de nostros hermanos, tinham-se volvido 3 horas.

Vi a cidade, de um modo totalmente diferente do que alguma vez tinha feito, apesar de mais de 3 décadas a viver nela. A luminosidade especial de um dia que acabou de acordar e uma maior movimentação do que alguma vez esperara para um domingo de madrugada. Pessoas a andar de bicicleta, outras a pé... e como uma qualquer mini-aldeia em construção acelerada, vi o campo da feira em animada agitação, de quem prepara mais um dia de trabalho.

Com as voltas trocadas ao sono, lá me encostei para tentar compensar e no regresso ao dia recebo isto:



São 8 minutos, sem legendas... mas a mensagem é simples. Tem a ver com o protector solar e com tudo o resto. A mim fez-me pensar em amigos (muito a propósito de despedidas), em bons e menos bons momentos, em reencontros, em prioridades e decisões...
No fundo, acho que nós sabemos, mas é sempre bom ouvirmos outra vez.

16/07/09

Será possível???


Uma coisa corre mal, nós levantamos a cabeça, agarramos nas forças, que às vezes nem sabemos muito bem onde vamos buscar, e continuamos em frente.
Acontece outra e nós repetimos a dose e cambaleamos um pouco...

Mas assim é de mais!!!
Uma pessoa rende-se às evidências, puxa dos cordões à bolsa e pesquisa para ver onde fazer um bom investimento qualidade/preço. Depois de investigação cuidada e de recolha de alguns conselhos valiosos, ergue a cabeça e ruma à loja de informática.

Agora digam-me como é que possível, uma pessoa chegar a casa com um portátil novinho em folha, retirá-lo dos vários invólucros envolventes e depois de começar a dedilhar e iniciar a sempre imensa avalanche de updates e instalações para o o dito ficar com a nossa cara... descobrir que lhe falta uma tecla???

Continuo que não posso de tão animada! Alguém quer um bocadinho...? É que eu tenho uma dose industrial de mau humor que dá para dar e vender.