01/10/10

Está-se mesmo a ver!

Toca o telefone. Pensamento ao analisar o número: "Não conheço, vamos lá ver o que me querem vender!"
Eu: Estou sim.
Ele: Agora estou a falar, já falamos, está bem?
Pimbas, telefone desligado na tromba, que é para não perguntares de onde vens.
Está-se mesmo a ver que vamos falar, não está?!

9 comentários:

Shadow disse...

hã?

Cris disse...

Pois, não devia ser mesmo para eu perceber...
Ligam-me para me dizer "Agora estou a falar!" Quê??
Nem sei que me queria vender, mas te garanto que não lhe darei possibilidade de me explicar...

Shadow disse...

a lim ligaram-me ontem para o 96 de um 91 qlq:
alguém: estou? Quem fala?
eu: (wtf?)
alguém: quem fala?
eu: mas com quem é que queria falar, não conheço este numero?
alguém: não é a mulher do senhor sduifhdsklfhsdfl?
eu: hein?

D* disse...

Há umas semanas ligaram-me a perguntar se não estava cá (presumo q fosse em minha casa!) um técnico de máquinas. Qando lhe respondi que não, que se tinha enganado no nº, a bendita senhora disse-me que não, que o nº estava correcto.
Ok, secalhar tenho algum técnico de máquinas em casa (e q usa o msm tlm q eu) e n sei!

Cris disse...

Acho que as pessoas perdem a noção... É mesmo nós estarmos a dizer que não estão a falar com a pessoa que pensam e do outro lado continuarem a insistir que querem o fulano x ou y. Enfim...

Dono das galinhas disse...

Trim... trim...
Número que não se conhece? Pessoa que não identificamos? eu faço assim:
alguém » -Está lá?
eu » -Não, não. Deve ser engano porque aqui nem há telefone...
E pimbas!!!!

Bêjo!

Cris disse...

loooool

Parece-me muito bem. :)

beijo

LCS disse...

Eu aconteceu-me uma na semana passada que nem sei explicar bem... Ligou-me uma senhora a querer vender um produto inovador. Eu perguntei-lhe qual era o produto e ela disse que não me podia dizer, que primeiro eu tinha que dizer se queria ouvir falar do produto... Já passada, perguntei-lhe como poderia dizer se queria ouvir falar do produto, se ela não me tinha dito qual era o produto. Ela disse que para me falar do produto, tinha que gravar a conversa, e só valia a pena pôr a gravar se eu quisesse ouvir! Loool! Eu perguntei-lhe se ela estava a gozar, pois queria-me falar de um produto sem me dizer qual era, e só punha a gravar depois de eu dizer que sim? Ela lá disse que se tratava de um seguro de acidentes pessoais. Ao que respondi que se precisasse desses produtos, eu própria procuraria, não precisava que me viessem chatear no telemóvel. Ela disse: "Vê, eu sabia que se lhe dissesse o que era, que você não queria ouvir!" Eu disse: "Pois, depois da chata que foi nem que me quisesse oferecer ouro! E ainda bem que não gravou a chamada, pois a senhora é uma péssima vendedora!" Loool...

Cris disse...

Que grande palhaçada de conversa... Se a gravasse, devia perder o trabalho. Tem umas teorias muito estranhas!