17/03/09

Mafalda Veiga

Só, porque sim...




Sei de cor cada lugar teu
atado em mim, a cada lugar meu
tento entender o rumo que a vida nos faz tomar
tento esquecer a mágoa
guardar só o que bom de guardar

Pensa em mim protege o que eu te dou
Eu penso em ti e dou-te o que de melhor eu sou
sem ter defesas que me façam falhar
nesse lugar mais dentro
onde só chega quem no tem medo de naufragar

Fica em mim que hoje o tempo dói
como se arrancassem tudo o que já foi
e até o que virá e até o que eu sonhei
diz-me que vais guardar e abraçar
tudo o que eu te dei

Mesmo que a vida mude os nossos sentidos
e o mundo nos leve pra longe de nós
e que um dia o tempo pareça perdido
e tudo se desfaça num gesto só

Eu Vou guardar cada lugar teu
ancorado em cada lugar meu
e hoje apenas isso me faz acreditar
que eu vou chegar contigo
onde só chega quem não tem medo de naufragar

2 comentários:

Kok disse...

De algum modo eu acho que esta "menina" tem um cantar muito alentejano.
Desde as melodias, os versos e até a própria postura: suave, terna, sonhadora...
Mas se calhar, tudo não passa de uma impressão minha!
Bjs.

Cris disse...

Ora, ai está algo que nunca investiguei... não deve ser difícil, mas não sei de onde é que ela é!

Pode ser impressão, mas a lógica parece-me fazer todo o sentido! ;)
Beijo